25 fevereiro, 2020

agora preciso ficar uma semana sem contato social

Antes de começarmos: Mudei o layout. Muito. O excesso de amarelo está incomodando?

Já perdi as contas de quantas vezes sentei em frente dessa tela para começar um post sobre algo e acabei só despejando todos os meus pensamentos e crises aqui. Tô sentindo que isso vai acontecer de novo.

Uma vez eu li que para conhecer nossos limites precisamos testar nossos limites. Isso é muito verdade. Um exemplo aconteceu nessa semana: eu nunca tinha ido em nenhum bloquinho. Não até esse carnaval. Minha relação com esse feriado nunca foi das mais profundas. Nunca disse que é a melhor época do ano e nunca fiquei ansiosa para que ele chegasse. Bom, não que eu tenha anos de experiência. Sou só uma criança de 18 anos. Mas mesmo assim...

A primeira vez que fui era domingo dessa semana. Fui com mais dois amigos à um bloco familiar numa praça que não ficou muito cheia e só tocava marchinhas que carnaval. Pode parecer chato para alguns mas eu me diverti muito. Infelizmente não posso dizer o mesmo de hoje, quando inventei que queria tentar um bloquinho maior e conhecido. Belo Horizonte é nova nessa coisa de carnaval mas o 'trem é doido, viu?'. Não é como se a experiência tivesse sido horrível, mas acho que eu me coloquei tanto medo que não consegui aproveitar direito. Eram muitas pessoas, muito calor, pouco espaço e muito medo de tudo. Às vezes tento nadar contra a insegurança e até que consigo chegar à margem. Daí eu sento fora da água mas quando menos espero já pulei e só estou me deixando levar.

Talvez eu só esteja mais introvertida hoje, coisa que acontece de vez em quando. O que me mais me incomoda é que tenho tentado, mas é difícil entender porque me sinto assim. Acho que só gosto muito da minha zona de conforto. Só não gosto de dar desculpas para ficar nela para sempre.

Uma coisa boa desse último dia carnavalesco foi que eu passei em frente à minha futura nova escola, a UEMG! Nem acredito que em menos de um mês estarei estudando design no lugar que eu sempre quis! Entretanto, depois de hoje fiquei preocupada com várias coisas sobre essa nova fase, principalmente sobre minha segurança para me locomover ou se as pessoas vão gostar de mim. Minha mãe não pode nem sonhar que eu estou pensando nisso porque ela já cansou de dizer que não é bom ficar antecipando preocupações. Errada não tá.

 Desafios da semana: 
  • Ir para algum lugar fora da minha zona de conforto e tentar relaxar;
  • Parar de inventar desculpas e assumir meus medos;
  • Comer um brigadeiro porque a vida não tá fácil pra ninguém.

Mas me conte, como foi seu carnaval? Você é do time que sai ou que fica em casa? Já ficou confortável quando estava fora da sua zona de conforto?


Obrigada por estar aqui 

14 fevereiro, 2020

minhas paixonites começaram tarde...

...mas desde então... nunca mais pararam.


O tema do Together desse mês foi inspirado no Valentine's Day! Apesar de eu me encontrar na comunidade assexual durante alguns anos da minha existência (e você pode encontrar a reviravolta dessa história nesse post) isso nunca me impediu de ter uma certa quedinha por alguns personagens da cultura pop.

Me lembro muito bem de ter por volta dos 11 anos e falar para minha mãe que estava me sentindo mal para poder faltar à aula e ficar assistindo Sessão da Tarde, acompanhando o cara que eu achava que era o meu ''príncipe encantado'', ou melhor, ''meu semi-deus'': Percy Jackson. Não sei porque eu gostava tanto dele. Me lembro perfeitamente da cena em que ele corta a cabeça da medusa e eu achava tudo isso muito maneiro.

Falando em príncipe encantado, impossível não se apaixonar pelo espírito bondoso do Flynn, nosso famoso José Bezerra, de Enrolados. Eu acho que tenho uma leve quedinha pelo perigo e aventura. Talvez seja por isso que eu goste tanto da Merida, de Valente. Adoro que o nome do filme combina perfeitamente com sua coragem af ♥

Acho que nunca suspirei tanto escrevendo um post antes!

Falando em suspirar... se tem um personagem que tira o meu fôlego é o Mutano da série Titãs. A série por si só, na minha opinião, é bem parada, mas tem alguma coisa do nosso transmorfo que me deixa muito apaixonada.

***uma pausa para olhar minha lista na netflix***

Como eu consegui esquecer do Taki de Your Name??? Meu filme favorito, empatadíssimo com Irmão Urso, é de cair o queixo. O Taki é gentil e cuidadoso, ao contrário da Mitsuha, que é inquieta e muito impulsiva, coisa que além de me identificar me deixa com o coração batendo feito doido.

Uma das minhas coisas favoritas de Your Name é que como os dois personagens trocam de corpo várias vezes e continuam eles mesmos me fez notar que o corpo não é nada comparado ao que você tem dentro. Isso talvez me classifique como pansexual? Sei lá. Mas gosto de ser assim.

Voltando aos crushs, tenho uma queda um tanto grandiosa pela Casey de Atypical. Ela é tão forte e sensível aaaaaaaa. Já que estamos falando de séries e eu tenho adorado maratonar Friends, devo dizer que o Chandler é uma personalidade maravilhosa, apesar de algumas besteiras. Não posso me esquecer do cara que quando aparece nas telas já faz meu coração bater mais rápido: Gilbert Blythe! Como é possível alguém ser tão perfeito em tudo (ou quase kk) que faz? Anne que se cuide.

Livros!!!! Tô amando ler! Sempre gostei, na verdade, mas meu terceirão infelizmente tirou isso de mim. Em 2018 li a trilogia de Para Todos os Garotos que já Amei e se tem duas pessoas para quem eu com certeza escreveria uma carta de amor seriam o Peter Kavinsky e o John Ambrose. Não posso me esquecer do Maxon de A Seleção! No momento tenho lido Por Lugares Incríveis. Ainda estou bem no comecinho e posso, sem sombra de dúvidas, me arrepender de dizer isso mas lá vai: eu acho o Finch incrível. [Aqui é a Cecília do Futuro editando esse post e posso afirmar com certeza que o Finch estará para sempre em meu coração]

Ok, nem eu sabia que podia me apaixonar tanto assim por personagens. Acho que por hoje tá bom. E você? Conhece algum desses que eu citei? Tem outras personalidades imaginárias que fazem seu coração bater mais forte? Me conta!!!!


Obrigada por estar aqui!

Pessoas incríveis demais (meus ingredientes secretos):